O que é ASO – App Store Optimization?

10 de maio de 2017

Estava reparando e percebi que três dos últimos quatro posts do blog da ODIG têm uma tela de celular como imagem em destaque. Dois deles falavam sobre como fazer ASO App Store Optimization nas principais lojas de aplicativos móveis do mundo, a App Store e a Google Play Store.

Você pode saber mais sobre como fazer a otimização nas duas lojas de aplicativos mais populares do mundo nos artigos a seguir:

ASO na App Store: como fazer seu aplicativo se destacar na loja da Apple

ASO: Como fazer seu aplicativo se destacar na Google Play Store

ASO App Store Optimization

Isso indica que o futuro e o presente  do mundo (e do marketing digital) passa pela tela de um smartphone, quer você queira, quer não. A importância de fazer a ASO para posicionar melhor os aplicativos nas lojas virtuais e conquistar a tão sonhada receita se deve ao fato de cada vez mais utilizarmos os apps para tudo. O uso dos aplicativos cresceu 58% em 2015 e continua em ascendência.

Neste cenário, você já deve imaginar o quanto é importante fazer um bom trabalho para deixar um aplicativo em evidência adotando as técnicas de ASO App Store Optimization. Mas o que é esse tal de ASO?

O que é ASO?

Desculpem, colegas de Recursos Humanos, não estamos falando de Atestado de Saúde Ocupacional aqui. O ASO – App Store Optimization, apesar de ser um termo bem menos conhecido que o SEO (Search Engine Optimization), é uma espécie de “filho” da otimização até então voltada às ferramentas de busca, como o Google.

O ASO pode ser considerado uma técnica de marketing digital e é focado na otimização dos aplicativos para melhorar as chances de ser encontrado na Play Store, App Store (iOS) e na Marketplace (Windows), entre outras lojas virtuais de apps e mídia.

O objetivo final do trabalho, é óbvio, está focado em potencializar a taxa de downloads, seja para gerar receita, melhorar relacionamento ou trabalhar o branding. Aplicativos são feitos para serem baixados e só assim eles são relevantes, não é?

Regras de cada loja

Cada loja de aplicativos tem regras próprias e pouco divulgadas sobre o que tem mais e menos peso para um app ser considerado mais relevante que outro. Entendê-los exige estudo, muitas tentativas e alterações constantes na forma que um app é apresentado.

E assim como a otimização para o Google tem regras diferentes do SEO no Bing ou no Yahoo, o ASO também possui características próprias conforme a loja. Só que, como o mercado mobile é mais fatiado e bem distribuído, não adianta aprender a otimizar um aplicativo apenas na Play Store e esquecer da App Store, afinal, é habitual (quase clichê) o lançamento de aplicativos em ambas as lojas.

Como fazer a ASO App Store Optimization

Com a escassez de dados oficiais das duas lojas e regras obscuras, muitos desenvolvedores de aplicativos apelam para os testes A/B, tentativa e erro mesmo, até descobrir qual a melhor forma de ter um aplicativo relevante nessas lojas virtuais.

Recentemente, publicamos sugestões de como conseguir esse objetivo na App Store, dos dispositivos iOS, e da Play Store, dos dispositivos Android.

Como ainda é bastante recente, muitos não encontram conteúdo sobre ASO em português. Uma das grandes referências de ASO em inglês é a NativeX, um dos principais players na arte de otimizar e preparar lançamentos de aplicativos.

Quem precisa de aplicativos?

Atualmente, não são apenas diversão ou ferramentas, aplicativos são serviços. Pegue seu celular e de uma boa olhada: é aplicativo de banco, de agendamento de revisões na oficina automotiva, de estacionamento, de pedir táxi, de pedir comida, outros oferecer o catálogo da loja de roupas antes mesmo de pisar na unidade física, apps corporativos, entre tantos outros.

Com mais foco e uma pitada de criatividade, é possível encontrar espaços para todo o tipo de aplicativos, inclusive como parte da estratégia de marketing digital das empresas. Um bom exemplo é o Shopping Iguatemi Porto Alegre, que lançou um game no qual os companheiros podem jogar enquanto suas namoradas/esposas/amigas/parentes fazem compras. Os pontos obtidos no app são usados para conseguir descontos reais em cada compra.

Os aplicativos oferecem a facilidade de serem acessíveis na tela do celular, disponíveis a um ou dois toques, enquanto sites necessitam digitação e buscas no Google. O sucesso e utilidade dos apps, porém, passam pela ASO – App Store Optimization.

Autor Flavio em ODIG Digital Marketing Experts
Flavio Barboni

Jornalista, graduado pela Universidade Anhembi Morumbi (SP) e com experiência em redações, produção de conteúdo e em comunicação corporativa.

Faça seu comentário aqui: