Qual é o melhor canal de marketing digital para empresas de TI?

29 de outubro de 2016

O marketing digital consiste em criar canais de aquisição de clientes e vendas. É exatamente como no marketing tradicional e o objetivo é sempre gerar faturamento e receita para as empresas.

No mercado de TI, não é diferente. A vantagem é que muitos produtos e serviços de tecnologia são mais acessíveis por meios digitais, o que torna a tarefa de fazer marketing digital para empresas de TI cheia de possibilidades.

marketing digital para empresas de TI

Esse é o terceiro texto da sequência com dicas de marketing digital para empresas de TI. Aprenda mais com os artigos anteriores:

Comportamento do consumidor atual

No livro Digital Marketing: Global Strategies from the World’s Leading Experts, os especialistas Jerry Wind e Vijay Mahajan levantam o modelo de negócios da rede de pizzarias Domino’s em relação à concorrência com a Pizza Hut:

  • Localização é irrelevante;
  • Interação com o consumidor;
  • Decisão de compra pode ser tomada em qualquer hora e lugar;
  • Proposição de valor é a velocidade;
  • Base de dados de marketing e análise são críticos.

Essas são, segundo os autores, características marcantes dos consumidores atuais e, por consequência, os canais que mais atenderem a essas necessidades, são os mais de maior sucesso em uma empresa.

Melhor canal para cada empresa de TI

Em um segmento tão amplo quanto TI, trabalhar apenas um canal para toda e qualquer empresa é extremamente pretensioso e fatalmente arriscado.

Seguindo o que o livro Digital Marketing prega, é mais seguro listar os vários canais de marketing digital, com suas características, vantagens e desvantagens.

Nós falamos sobre alguns deles neste texto, mas vamos recapitular:

Importância da Rede de pesquisa

A rede de pesquisa pode ser usada como canal de duas formas: tráfego orgânico e mídia paga.

No primeiro, o objetivo é ser encontrado pelo usuário no Google ou em outros buscadores, como Bing, Yahoo ou até o YouTube e Facebook. Como a gigante da internet avaliou que 70% dos usuários clicam apenas nos três primeiros resultados da busca, a otimização de sites tornou uma técnica cada vez mais adotada.

Já a mídia paga é o Google Adwords (ou semelhantes) que, muitos dizem, tem apresentado sinais de saturação, principalmente num mercado tão voltado ao digital quanto TI…

O argumento se apega ao custo do clique, inflacionado anualmente devido ao modelo de leilão.

Quanto mais específico, melhor!

Porém, é importante lembrar que tanto a mídia paga quanto a otimização para tráfego orgânico envolvem a busca por palavras-chave. Quanto mais específicas, menor o valor ou o tempo gasto para ganhar posições.

Envolve busca constante por nichos, novas possibilidades de promover a empresa no meio digital e uso do conceito de cauda longa, entre outras estratégias para se DESTACAR e se DISTANCIAR dos concorrentes.

Apesar de todos ficarem juntos exatamente por buscarem o mesmo público, os meios digitais oferecem formas de levantar dados para se descobrir que não é exatamente o “mesmo público”.

Ser mais específico na segmentação, a partir de dados empíricos sobre o cliente que se almeja, é o caminho para ter uma estratégia eficiente de otimização de site ou mídia paga.

E-mail Marketing

E-mail Marketing envolve a construção de relacionamento, já que você NÃO vai querer comprar uma lista pronta, cheia de gente que não quer falar sobre sua empresa, não é?

Ah, mas é muito difícil construir relacionamento assim, do zero. Eu preciso de resultados rápidos para minha empresa de TI.

Se você não tem uma lista de e-mails, contatos da sua empresa, obtidos com relacionamento (mesmo que seja aquele e-mail captado no fechamento do contrato), então, deve pensar se o e-mail marketing serve para seu negócio. A não ser que queira investir na construção de uma lista.

Mas eu vou ignorar o que vocês estão dizendo e vou comprar uma lista de e-mails!

Ok, então, pelo menos use o incômodo que seu e-mail vai causar a pessoas que não desejam recebê-lo para algo útil: aproveite aqueles que interagiram com seu primeiro contato e esqueça o restante.

É difícil dizer com precisão, mas é possível que menos de 1% de uma lista comprada tenha uma resposta favorável ao seu contato invasivo por e-mail.

Como construir relacionamento por e-mail marketing?

Primeiro e principal passo: conquistar o e-mail dos usuários. Isso pode ser feito por materiais ricos, um blog com textos realmente úteis ao seu público (é necessário conhecê-lo) ou acesso a aplicativos.

Como bons ferreiros, temos espeto de ferro: um exemplo foi o material que oferecemos aos nossos leitores — gratuitamente — para ajudá-los a utilizar o e-mail marketing para o Dia dos Namorados

Aplicativo como canal de marketing digital

Com a popularização e globalização de smartphones, que hoje são sinônimos de celulares, os aplicativos ganharam muito mercado e, aos poucos, vão até mesmo substituindo as funções de páginas na web.

Não há segredo: o sucesso do e-mail marketing é baseado nos princípios do marketing digital, como é possível ver no vídeo a seguir:

Neste contexto, os apps se tornam um importante canal de marketing digital, pois permitem a aquisição de leads e até geração de negócios pela tela do celular ou tablet.

De uma forma geral, os apps são baixados por sua utilidade.

Ninguém vai gastar espaço no celular para ter um aplicativo que só fale sobre a empresa, sem ter algo em troca.

Prova é a pesquisa feita pelo Ibope pela plataforma Conectaí, entre os 15 apps mais baixados pelos brasileiros em 2015 figuravam mapas em geral (incluindo apps que indicavam locais interessantes, por exemplo), bancos e lojas de aplicativos, entre redes sociais (óbvio).

Mais uma vez, temos um case, exemplo de casa:

Nosso cliente Hemocord, banco de tecido e sangue do cordão umbilical de Porto Alegre, desenvolveu um aplicativo para iPhone e Android com cinco parceiros comerciais.

Focado nas gestantes de primeira viagem, um dos principais públicos da Hemocord, o app fornece um calendário para acompanhar a gestação, notícias relevantes à experiência de “ser mãe”, descrição detalhada do que ocorre em cada semana de gravidez, entre outros.

Qual o preço para usar esse app tão útil às gestantes? Apenas o preenchimento de um cadastro com nome, e-mail, telefone, cidade e data provável do parto.

Resultado deste poderoso canal de marketing digital? Centenas de downloads por semana!

Como fazer um app útil para promover uma empresa de TI?

Não há uma só forma e a verdade é que seria muita pretenção tentar responder isso.

Porém, a sugestão é buscar as dores, as dificuldades que se seu cliente enfrenta diariamente e oferecer no aplicativo um auxílio para resolver os problemas. A Hemocord avaliou as necessidades das gestantes por acompanhar a gravidez semana a semana, o app entrega exatamente isso.

Para descobrir, converse com os clientes, com os prospects, com os representantes comerciais e qualquer um que possa trazer informações empíricas para avaliar a necessidade e sua viabilidade na construção de um aplicativo.

E se tiver dúvidas, estamos à disposição. Deixe seu comentário para podermos ajudar!

Ah! Não deixe de ler também algumas frases motivacionais para inspirar você diariamente.

Autor Flavio em ODIG Digital Marketing Experts
Flavio Barboni

Jornalista, graduado pela Universidade Anhembi Morumbi (SP) e com experiência em redações, produção de conteúdo e em comunicação corporativa.

Faça seu comentário aqui: