Redes sociais: a importância do posicionamento de organizações nesses canais.

No último post comentamos sobre a importância de um bom posicionamento em redes sociais, e o quanto isso pode contribuir para o marketing pessoal. Entretanto, não são somente as pessoas que devem cuidar o seu posicionamento. Empresas, organizações e instituições também devem estar atentas a isso, e sempre buscar melhores práticas nas redes sociais. Neste artigo, abordaremos novamente o caso do Facebook, lembrando que a maioria das ações podem – e devem – ser aplicadas em outras redes sociais e também como organizações estão construindo relacionamentos com seus públicos (stakeholders) através desses canais de comunicação.

A importância das redes sociais para o seu negócio

Em um primeiro momento, é necessário levantar alguns dados a respeito da internet na atualidade. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope Nielsen Online (LINK), em maio de 2012 o número de usuários ativos na internet aumentou 4,2% e já atinge a marca de mais de 50 milhões de pessoas que acessam a internet diariamente. É importante que organizações tenham acesso a esses dados, para que possam trabalhar com eles, visando aumentar a sua participação no mercado, e ser destaque em sua área.

O Facebook acompanha esse crescimento, por isso muitas organizações estão aproveitando a rede social para posicionar-se frente aos seus diferentes públicos. E você, já possui uma Página da sua empresa no Facebook?

Para otimizar o uso da rede social, o próprio Facebook lançou um e-book com as melhores práticas para serem usadas na rede social. E é sobre elas que falaremos um pouco, a partir de agora.

Primeiro, é apresentado para o usuário o Facebook como um Ecossistema (The Facebook Ecossystem), em que três principais ações estão interligadas: Construção da presença na rede social (Build), engajamento das pessoas (Engaje) e amplificação da presença e da relevância da Página (Amplify).

O Ecossistema do Facebook

Build

Criação da presença no Facebook. Ou seja, criação da Página da organização/empresa/instituição na rede social. É o momento em que a marca é estabelecida, e que é possível convidar amigos para curtirem a página do seu negócio.

Engaje

Após a criação da Página, é possível estabelecer uma base de fãs e começar a engajá-los. É importante que organizações parem somente de falar com seus fãs, de vender produtos, e passem a engajá-los. Por exemplo, uma pizzaria. Ao invés de vender preços e promoções das pizzas, este estabelecimento pode perguntar aos seus fãs qual o sabor favorito de pizza aos seus curtidores. Dessa maneira, estará mostrando que se importa com o que o cliente gosta.

Amplify

Cada vez que você engaja um curtidor, e este compartilha um conteúdo da sua página, este conteúdo aparece para todos os amigos desse fã, por mais que não sejam curtidores da sua página. Ou seja, é importante que o conteúdo postado nas redes sociais organizacionais seja relevante, atual e que as pessoas sintam vontade de compartilhá-lo.

 

O vídeo abaixo mostra o case da Ambev, que possui várias Páginas de suas marcas no Facebook, e consegue manter um excelente nível de presença entre os usuários.

 

 

Como você pode notar, manter uma presença forte também em redes sociais é de extrema importância para as organizações que desejam posicionar-se entre seus stakeholders. Essa presença pode reverter-se em vendas, como foi o caso do Guaraná Antarctica, em que as pessoas que seguiam a Página da marca passaram a beber mais refrigerante.

E aí, esse artigo contribuiu para o seu negócio? Você gostaria de complementar algum aspecto? Então nos envia um comentário abaixo para conversarmos. Ficaremos felizes em saber o que você pensa.

Categorias

About the Author:

0 Comments
0 Pings & Trackbacks

Deixe uma resposta