BLOG
08 de maio de 2013

4 razões para investir em Marketing Digital

 

Midias Sociais - razões para investir

Conteúdo é indiscutivelmente o melhor investimento a médio/longo prazo que uma empresa pode fazer em Marketing Digital. Veja neste artigo 4 razões para investir em Marketing Digital e porque é importante começar a produzir conteúdo o quanto antes.

Uma das muitas revoluções da Internet foi permitir que empresas conversem diretamente com seu público sem um canal intermediário, como tínhamos com a TV, a rádio e o jornal, por exemplo.

O problema é que nem sempre as empresas conseguem entender a importância do conteúdo para de fato criar um canal relevante de alcance a novos clientes, com menor investimento e maior sustentabilidade (como ativo de longo prazo e resultado razoavelmente previsíveis).

A impressionante penetração das mídias sociais e das ferramentas de busca em nosso cotidiano oferecem chances de ouro às empresas, que só serão aproveitadas se a empresa tiver a capacidade de produzir conteúdo com frequência e boa qualidade.

Nesse artigo, serão explicados os porquês disso e mostrar como o investimento em conteúdo é essencial para empresas que queiram se aproveitar da Internet para gerar mais negócios. Por que a produção de conteúdo deve ser sua prioridade?

 

Conteúdo serve como munição para usuários das Mídias Sociais

Twitter, Facebook, Google+… No final das contas, o que as pessoas mais fazem nessas redes é compartilhar links de terceiros. Assim, a maior recompensa que sua empresa pode conquistar nas mídias sociais é ter seu conteúdo recomendado por seus seguidores.

Seth Godin, um dos maiores pensadores do marketing atualmente, é um ótimo exemplo de como faz a diferença produzir conteúdo de qualidade. Ele sequer possui perfil no Twitter porque diz não ter tempo para conseguir usar de forma eficiente o canal. No entanto, posta diariamente em seu blog. Um de seus posts teve, no momento em que foi tirado este print screen, 1439 tweets e mais de 1.000 “curtidas” no Facebook. Mesmo sem ter um perfil próprio, você duvidaria que ele utiliza bem o poder das mídias sociais?

Conteúdo relevante gera links, a premissa de qualquer trabalho em SEO

Para compor os resultados de uma busca, o Google analisa os sites, basicamente, sob dois aspectos: um deles é a compatibilidade da pesquisa do usuário com o conteúdo da página e o segundo é a importância do site, o quanto ele é uma referência confiável ou não. Esse segundo item, embora envolva outras variáveis, é medido principalmente pela autoridade dos links que a página recebe.

Dessa forma, por mais que o estudo de palavras-chave seja feito, que os títulos, headings e links internos sejam otimizados para a palavra, de nada valerá se a sua página não tiver relevância perante o Google.

Novamente: produzir conteúdo de qualidade é garantia de receber bons links.

 

Só a produção de conteúdo próprio faz sua empresa se tornar uma referência

Quem produz conteúdo está o tempo todo colocando seu conhecimento à prova. Ao mesmo tempo em que se está sujeito a cometer erros e receber críticas, quem publica conteúdo próprio é visto como uma referência, alguém que entende e conhece bem o assunto.

O trabalho de curadoria, selecionando e indicando o material de terceiros, é uma prática interessante para atrair seguidores. No entanto, se sua empresa quer ser vista como a referência, é importante que ela mesma produza conteúdo e mostre seus conhecimentos.

Pense bem, quem seria seu contratado para preparar um jantar: Jamie Oliver, que põe a mão na massa e conta seus segredos, ou a Angélica, que leva convidados para prepararem um prato em seu programa?

 

Conteúdo ajuda ao longo de todo o funil de vendas

A produção de conteúdo é uma construção de ativo de longo prazo e, quanto mais cedo sua empresa começar, mais cedo vai conseguir resultados.

No entanto, muita gente apenas associa conteúdo com o objetivo de atrair visitantes/potenciais clientes. Felizmente, esse investimento também se paga nas outras etapas do funil de vendas, onde é necessário trabalhar outros argumentos para conseguir converter o visitante em cliente.

Algumas dicas para pensar no conteúdo além da atração: crie ofertas educativas e disponibilize-as através de Landing Pages para gerar Leads, forneça mais informações relevantes ao longo do relacionamento para educá-lo e “esquentá-lo”, e alinhe com o time de vendas os conteúdos que são mais efetivos para ajudá-nos na conversão final.

Gabriela Zanella
gabriela@odig.net